Prosa Cotidiana: Capitão Corona e a kriptonita do coronavírus… a carteira de trabalho!

Capitão Corona volta a atacar e vira as políticas públicas de enfrentamento ao coronavírus no país pelo avesso. Num show de terror, o presidente Jair Bolsonaro usa a sua famigerada caneta bic para demitir Luís Henrique Mandetta do Ministério da Saúde e nomeia um ventríloquo das ideias de Paulo Guedes, o oncologista Nelson Teich. Bolsonaro afirmou que o melhor antiviral para a Covid-19 é manter os empregos.

Enquanto isso, o governador João Azevêdo critica a queda de Mandetta e lamenta as posturas dos prefeitos de Campina Grande, Areia e Guarabira em flexibilizar a abertura do comércio. Edilane Ferreira debate com Fábio Bernardo e Cógenes Lira esses temas no 17º episódio do Prosa Cotidiana.

Ouça no Anchor:

Ouça no Spotify:

 

Comente