Pollyanna se queixa após ficar fora das CPIs e líder rebate: “não trabalho por telepatia”

A deputada estadual Pollyanna Dutra (PSB) se queixou, nesta quarta-feira (15), durante sessão ordinária da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), de não ter sido indicada como membro titular de nenhuma das três comissões parlamentares de inquérito (CPIs) que foram instauradas na Casa de Epitácio Pessoa.

+ ALPB instaura CPIs para investigar feminicídios, LGBTfobia e indústria de multas

Como foram protocoladas por Cida Ramos e Estela Bezerra, ambas do PSB, quem indicou os nomes para as CPIs foi o deputado Wilson Filho (PTB), que lidera o blocão, ao qual o PSB faz parte. Ele rebateu a ‘lamentação’ da parlamentar.

“Sou seu amigo pessoal, você tem meu número e pode ligar a qualquer momento. Agora eu não trabalho por telepatia. Todos que eu indiquei, conversaram comigo”, esclareceu, deixando ainda, à disposição, a sua vaga como titular em uma das comissões para que a socialista pudesse entrar.

Em sua réplica, Pollyanna disse que não ficou sabendo da instauração das CPIs.

Comente