MDB da Paraíba diz que apoio a RC foi por indicação de Temer e nega recebimento de dinheiro

O MDB da Paraíba divulgou nota nesta quarta-feira (8) onde trata sobre a delação da ex-secretária Livânia Farias, que, em delação premiada, relatou uma reunião entre políticos do partido e membros do PSB para definir apoio ao então candidato Ricardo Coutinho (PSB) nas eleições 2014. Na ocasião, membros emedebistas teriam pedido R$ 8 milhões para estarem ao lado do socialista no pleito.

O partido nega que tenha recebido qualquer quantia para apoiar o candidato do PSB, e diz que o, na época, vice-presidente Michel Temer foi quem ordenou o apoio a Ricardo.

Confira nota

O MDB da Paraíba, em momento algum, exarou decisão de apoio ao candidato a governador Ricardo Coutinho, no primeiro turno das Eleições de 2014, muito menos, indicou candidato à vice-governador, do MDB, para chapa do PSB.

No segundo turno, por uma recomendação do MDB Nacional, que tinha Michel Temer, presidente do MDB Nacional, como candidato a vice-presidente da República, orientou que o MDB da Paraíba, desse apoio ao candidato do PSB da Paraíba, sem participar da chapa que concorrera ao primeiro turno, bem como, sem qualquer compensação financeiro ou participação no futuro governo.

João Pessoa, 8 de janeiro de 2020

Diretório Estadual do MDB da Paraíba

Comente