Em vídeo, jornalista paraibano escracha Bolsonaro e tacha seguidores do ‘mito’ de “gado”

Editorialista do jornal O Estado de S. Paulo – um dos mais importantes do país, o jornalista paraibano José Nêumanne Pinto publicou um vídeo nas redes sociais ‘detonando’ o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e seus seguidores, a quem os tachou de “gado”.

Nêumanne chega a chamar Bolsonaro de “vagabundo” e cita as razões que levaram o presidente da República a demitir Luiz Henrique Mandetta do Ministério da Saúde: “ciúme, inveja e cálculo eleitoral”.

Para o jornalista paraibano, a demissão de Mandetta ocorreu em momento impróprio. “(Bolsnarto) Manteve o mesmo trololó negando a ciência adotado pelo resto do mundo e demitiu Luiz Henrique Mandetta do Ministério Saúde, mentindo covardemente sobre ter sido esta uma decisão compartilhada com o demitido, na hora mais imprópria, à véspera do pico da curva de contágio e mortes da pandemia.”

No vídeo, Nêumanne também chamao presidente de mentiroso. “No discurso de apresentação (do novo ministro da Saúde, Nelson Teich), o presidente mentiu, ao inventar que o Brasil estava voando economicamente quando a pandemia surpreendeu um país com 12 milhões de desempregados.”

Assista abaixo o vídeo

Saiba mais

Nascido na cidade de Uiraúna, no interior da Paraíba, José Nêumanne Pinto é jornalista, poeta e escritor. Atualmente, e editorialista e articulista de O Estado de S. Paulo, comentarista diário na Rádio Estadão, colunista do Instituto Millenium e membro da Academia Paraibana de Letras.

Em 1976, recebeu o Prêmio Esso de jornalismo econômico e, por mais de 15 anos foi comentarista diário na Rádio Jovem Pan. Também integrou por muitos anos o setor de jornalismo do SBT, onde apresentou quadro ‘Direto ao Assunto’ em diversos telejornais da emissora.

Comente