Crime em Sapé: Justiça concede liberdade a empresária acusada de matar marido

Em sua decisão o juiz alegou que ainda não houve oferecimento de denúncia, extrapolando os prazos previstos no Código de Processo Penal

A Justiça concedeu liberdade provisória, na última segunda-feira (1) a empresária Taciana Ribeiro Coutinho, acusada de matar o marido, Helton Pessoa, na cidade de Sapé, na Paraíba.  Em sua decisão, o juiz Anderley Ferreira Marques, da 1ª Vara de Justiça do município, alegou que ainda não houve oferecimento de denúncia, extrapolando, portanto, os prazos previstos no Código de Processo Penal.

+Empresária estaria usando influência para atrapalhar investigações e cena do crime pode ter sido alterada, diz defesa do marido

Após a morte de Helton, Taciana alegou legítima defesa, porém as investigações e o laudo pericial levaram o delegado Reinaldo Nobrega, responsável pelo caso, a indiciar a acusada por homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e impossibilidade de defesa da vítima.

+Crime em Sapé: marido levou tiro na cabeça e corpo de delito de empresária pode contradizer legítima defesa

Relembre o caso

No dia 10 de abril deste ano, Helton Pessoa, marido de Taciana Ribeiro Coutinho, foi morto a tiros em uma fazenda onde estava com a família durante o período de isolamento social devido à pandemia da Covid-19.

+Veja foto da cena do crime onde marido foi assassinado supostamente por empresária, em Sapé

Taciana, na época suspeita de cometer o crime, alegou legítima defesa sendo presa no dia seguinte do ocorrido. No dia, ela teria fugido do local e enviado o advogado para entrar em contato com a polícia.

Veja decisão