Bolsonaro usa humorista para não responder sobre PIB fraco; Carioca distribuiu bananas aos jornalistas

Após resultado fraco do Produto Interno Bruto (PIB) em 2019, com crescimento de apenas 1,1% no ano, o presidente Jair Bolsonaro escalou um humorista para responder perguntas da imprensa sobre o ritmo da atividade econômica. O primeiro PIB de Bolsonaro é pior do que o último do ex-presidente Michel Temer.

“PIB? O que é PIB? Pergunta para eles (jornalistas) o que é PIB”, disse Bolsonaro ao humorista Márvio Lúcio, conhecido como Carioca, da TV Record. Em seguida, um jornalista reforçou que a pergunta era dirigida para o presidente, e não para o humorista. “Paulo Guedes, Paulo Guedes”, reagiu Carioca. “Posto Ipiranga”, sugeriu Bolsonaro ao humorista, rindo.

Vestido como Bolsonaro, inclusive com uma réplica da faixa presidencial, Carioca usou a estrutura da Presidência para distribuir bananas aos jornalistas em frente ao Palácio da Alvorada. O humorista também pediu para ser questionado pelos profissionais como se fosse o presidente, o que não ocorreu. Depois, o próprio Bolsonaro apareceu e quis participar da encenação.

Quando indagado por jornalistas sobre riscos na negociação com o Parlamento em relação ao Orçamento impositivo ou sobre o resultado aquém do esperado do PIB, Bolsonaro terceirizou as respostas ao humorista. Tudo foi transmitido ao vivo na conta oficial do presidente da República nas redes sociais.

O humorista chegou em um carro oficial da Presidência e contou com a ajuda do secretário especial de Comunicação, Fabio Wajngarten, para sair do veículo. Ele ficou posicionado no mesmo local que Bolsonaro usa normalmente para responder perguntas da imprensa. A área é restrita.

Antes da chegada de Carioca, o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, responsável pela Secom, desceu de outro carro e foi a pé acompanhar todo o ato.

Assista

Comente