- Publicidade -
Cultura

Artistas e políticos realizam protesto “Calotinho Bom” contra a Funjope neste sábado

Artistas e políticos realizam neste sábado (21) o protesto “Calotinho Bom”, com objetivo de chamar a atenção das autoridades para o descaso que a Fundação Cultural de João Pessoa vem praticando contra os músicos paraibanos. O ato vai ocorrer às 12h, na Praça Rio Branco, local onde ocorre o Sabadinho Bom.

- Continua depois da publicidade -

Através de um evento criado no Facebook, os artistas divulgaram a seguinte mensagem-convite para a população e demais músicos da cidade:

NÃO VAMOS NOS CALAR!

FUNJOPE? CADE O MEU CACHÊ?

O Coletivo do Samba e os sambistas de João Pessoa estarão AMANHÃ no SABADINHO BOM realizando MANIFESTAÇÂO contra o esquema de favorecimento e fraudes que vêm acontecendo na FUNJOPE com envolvimento da empresa ANNE FERNANDES COMUNICAÇÃO E PRODUÇÕES CULTURAIS.

TRAGA SEU INSTRUMENTO E VAMOS FAZER A RODA DE SAMBA DA DENÚNCIA! POR UMA CULTURA INCLUSIVA E DEMOCRÁTICA!

CADE A FUNJOPE?

Entenda o caso

Na última quinta-feira (20),  o cantor paraibano Totonho usou as redes sociais para denunciar que a  Funjope, fraudou seu cachê em um show realizado no dia 22 de fevereiro deste ano. Segundo relato publicado no seu perfil no Facebook, o seu grupo musical se propôs a tocar por R$ 3 mil naquela ocasião e o valor divulgado pela Prefeitura no Portal da Transparência é de R$ 7 mil.

Horas depois, o sambista Potyzinho Lucena usou as redes sociais nesta quinta-feira (20) para denunciar a Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) por calote, demora no pagamento de cachê e favorecimento de uma certa empresa na contratação de artistas.

 

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]aja.com.br | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Eliseu Lins

Eliseu Lins é baiano radicado na Paraíba, jornalista formado pela UFPB, com especialização em Jornalismo Cultural e capacitação em Gestão de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Fechar
Fechar