Socialista ironiza críticas de ex-prefeito do Conde: “16 anos como prefeito e nada fez”

    0

    A pré-candidata a prefeita do Conde Márcia Lucena (PSB), em entrevista ao Paraíba Já, na manhã desta sexta-feira (08), rebateu as alfinetadas do ex-prefeito do município Aluísio Régis, ressaltando que tem capacidade de gerir a cidade e afirmou que as discussões sobre o cargo de vice vão ficar para o mês de junho, durante as convenções partidárias.

    “Eu acho que se ele tivesse a capacidade de colocar a cidade do Conde nos eixos, já teria feito isso há muito tempo, porque ele teve muitos anos como prefeito. Foram, se não me engano, 16 anos que Aluísio foi prefeito. São 16 anos como prefeito e não fez nada. Então se nesse tempo todo, com essa capacidade, ele não conseguiu colocar o Conde nos eixos, o que é que vai fazer ele agora? O que foi que ele adquiriu agora? Foram as especializações que ele fez em administração? Só se foram esses diplomas. Eu acho que ele tá equivocado”, declarou.

    A socialista ainda foi incisiva sobre o perfil ideal para administrar uma cidade à beira de um colapso. “Quem tem condição de fazer algo diferente pelo Conde é quem foi treinada em gestão, numa prática e metodologia novas, quem teve a possibilidade de aprender uma nova política, porque é isso que nós vimos em João Pessoa, de 2005 a 2010 e é isso que nós vimos no Estado desde 2011, com o governador Ricardo Coutinho. Tudo com uma visão inovadora. Quem fez essa escola, hoje, tem grandes chances de fazer a diferença. Eu acho que ele não fez essa escola não, eu tive nessa sala de aula e não o vi nenhum dia”, avaliou.

    Sobre um possível apoio a candidatura de Aluísio Régis, que se diz aberto a diálogos, Márcia esclareceu que é pré-candidata, o que inviabilizaria um possível apoio, mas relembrou que ainda é muito cedo para certezas.

    “Eu sou pré-candidata, então não posso apoiar a candidatura dele. Agora, nós estamos no início de um processo e muita coisa pode acontecer, muitos diálogos podem acontecer, muitas expectativas podem se realizar, não é o momento de se definir e se fechar nada. A única coisa que eu considero que já está fechada é a minha disposição e condição de fazer a diferença no Conde. Isso pra mim tá absolutamente fechado”, declarou.

    E continuou. “O restante, pensar em vice, isso é mais pra frente, lá pro mês de junho, nas convenções. Nesse momento ainda é muito cedo, mas conversar, a gente conversa com todo mundo, o diálogo faz parte de uma boa gestão e uma boa política, mas eu não posso apoiar ninguém porque eu sou candidata também. Por enquanto eu tô traçando o meu caminho. Agora isso não quer dizer que eu não esteja aberta para conversa, para diálogo, para escuta e que a gente aprende sobre as coisas e as pessoas. Mas eu tô focada na construção de um caminho novo pro Conde, de uma nova possibilidade. Acredito que eu e o grupo que representamos tem essa possibilidade. Eu estou nessa batalha porque represento um conjunto de ideias deste grupo partidário. Por representar essas ideias, tenho a condição de fazer essa diferença no Conde”, explicou.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here