- Publicidade -
Cotidiano

TRT anula multa aplicada à Igreja Católica da Paraíba por exploração sexual

Julgamento ocorreu nesta quinta-feira (7); multa de R$ 12 milhões foi aplicada em janeiro de 2019

A Justiça do Trabalho anulou, nesta quinta-feira (7), a multa de R$ 12 milhões aplicada contra a Arquidiocese da Paraíba, que acusa através de uma ação civil pública, a instituição religiosa de exploração sexual. De acordo com a decisão, a anulação foi motivada por não ter provas suficientes no processo. O julgamento do recurso aconteceu no Tribunal Regional do Trabalho, em João Pessoa. A procuradoria afirmou que vai recorrer da decisão.

- Continua depois da publicidade -

A condenação contra a Arquidiocese em primeira instância foi divulgada em uma reportagem exclusiva do Fantástico, em janeiro. A denúncia foi feita pelo procurador do Ministério Público do Trabalho, Eduardo Varandas. Ele afirma que o pagamento aos jovens explorados era feito com dinheiro e até mesmo com comida. Os padres envolvidos no caso negam a acusação. Eles foram afastados da função.

As denúncias de pedofilia e exploração sexual envolvendo integrantes da Igreja Católica na Paraíba, inclusive o arcebispo emérito da Paraíba Dom Aldo Pagotto, tiveram início em 2015.

O julgamento foi iniciado à tarde e terminou pouco antes das 20h. Outras informações sobre o processo não foram divulgadas, pois o caso corre em segredo de justiça.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar