- Publicidade -
Política

Suspender Empreender-PB em tempos de crise chega a ser um crime, diz jornalista

Suspender Empreender-PB em tempos de crise chega a ser um crime, diz jornalistaEm artigo postado na noite desta terça-feira (7) em seu blog, o jornalista Marcos Wéric avalia a decisão do conselheiro do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), Fernando Catão (foto), que determinou a suspensão do Empreender-PB, programa criado pelo Governo com o objetivo de oferecer crédito a o microempreendedores paraibanos.

- Continua depois da publicidade -

Clique aqui ou leia abaixo o artigo de Marcos Wéric:

Suspender Empreender-PB em tempos de crise chega a ser um crime

Um dia após um desembargador determinar a suspensão da Lei Orçamentária Anual 2018 na Assembleia Legislativa, ameaçando o exercício financeiro do próximo ano, o conselheiro Fernando Catão, tio do senador Cássio Cunha Lima e sogro do ex-líder da oposição, deputado Tovar Cunha Lima (isso é só detalhe, coincidência claro) – os mesmos que foram contra o fim do racionamento de água em Campina Grande – determina a suspensão do programa Empreender-PB e, com isso, a concessão das linhas de crédito para empreendedores em nosso Estado.

Uma medida violenta que atinge diretamente, e em tempos de crise, um dos maiores fomentadores da economia paraibana, responsável por fazer investir cerca de R$ 130 milhões entre micro e pequenos negócio na Paraíba. Isso chega a ser um crime contra os pequenas comerciantes do Estado.

Eu não quero acreditar que os últimos episódios tenham inspiração numa explícita motivação política, visto que o programa Empreender-PB é alvo de ação no TRE movida pelos parentes do conselheiro autor da suspensão, ele próprio já personagem de pedidos de suspeição por conta das ligações políticas. Seria mais uma ação para ser juntada ao processo no TRE?

Somente até dezembro deste ano o Empreender-PB tem programação para liberar R$ 5 milhões em créditos. Ou seja, já não bastam os obstáculos impostos pela grave crise econômica pela qual passa o Brasil, e os esforço que o governo faz para pagar em dia o salário dos servidores públicos estaduais dentro do mês trabalhado, honrar os compromissos com os fornecedores e assegurar a execução de obras, ainda é necessário superar os atos abusivos e contraproducentes promovidos aqui no Estado?

Senão vejamos: em menos de três meses fizeram campanha contra a chegada da água em Campina Grande, embargaram a obra da Perimetral Sul, suspenderam a LOA e agora o Empreender-PB?!

O que vão fazer ainda mais para “contribuir” com o crescimento da Paraíba e a melhoria da vida da população paraibana?

Comente

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar