Senador propõe lei para banir uso de celulares por menores de 21 anos

Um senador norte-americano de Vermont iniciou os trabalhos legislativos de 2020 com uma proposta curiosa de projeto de lei. John Rodgers, que faz parte do Partido Democrata, sugeriu a proibição estadual do uso de celulares por menores de 21 anos.

Segundo a NBC5, o projeto de lei sugere que o “porte” de celulares por jovens abaixo dessa faixa etária resulte em uma multa de US$ 1 mil, um ano de prisão ou ambas as punições.

Como motivos para defender o banimento, Rodgers cita “consequências que ameaçam a vida dos jovens” e os perigos trazidos pelo uso de celulares por quem ainda não está “em uma idade de desenvolvimento suficiente da maturidade”. Segundo ele, os dispositivos geram bullying, radicalização e provocam mortes no trânsito, além de serem relacionados com casos de terrorismo e suicídio.

Nem queria mesmo

A idade de 21 anos foi escolhida por Rodgers por, no estado de Vermont, ser também o mínimo necessário para adquirir armas de fogo, consumir bebidas alcóolicas e comprar produtos relacionados ao tabaco.

Entretanto, ao ser entrevistado pelo jornal local Times Argus, o senador explicou exatamente o motivo da proposta: ele quer apenas introduzir o debate na assembleia e incentivar discussões a respeito do uso da tecnologia pela juventude no país. “Eu não tenho ilusões de que o projeto vai passar. Eu provavelmente nem mesmo votaria a favor dele”, justifica. As informações são do TecMundo.

Comente