Publicidade
Cotidiano

Moradores do Parque do Sol denunciam atraso de seis anos em obra da PMJP

Construção foi inciada ainda no primeiro governo do prefeito Cartaxo, em 2013

A Unidade de Saúde da Família (USF) Parque do Sol ganhou bolo no sexto aniversário de obra inacabada. A construção foi iniciada pela Prefeitura Municipal de João Pessoa na primeira gestão de Luciano Cartaxo, conforme matéria postada no site da PMJP em setembro de 2013, e segundo informações da placa, era para ter sido concluída em 180 dias.

Com entulhos e uma vegetação alta tomando conta do local, moradores reclamam do descaso e afirmam que a obra já colocou a população em risco ao propiciar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti e facilitar invasão do terreno. A USF está localizada na Rua João Maria de Araújo, em Gramame.

- Continua depois da publicidade -

O que deixa a comunidade Parque do Sol mais indignada é que o terreno foi doado pelo doutor Aníbal, fundador do bairro Parque do Sol e proprietário do Parque Cowboy. Segundo eles, o espaço foi cedido a serviço da população para construção de um hospital, praça ou escola.

Os moradores relatam que a situação não está ainda mais crítica porque procuram preservar o local, no entanto, já ocorreram várias tentativas de invasão, além da quebra do gesso e duas portas. A USF teve parte da fiação roubada e a que restou está danificada. Outro problema é o acúmulo de água parada nas caixas d’ água.

Incrédulos quanto ao fim da obra, os moradores afirmam estar cansados de cobrar um serviço que é direito da população. Welligton de Lima informa que a comunidade já denunciou o problema a várias emissoras de comunicação e fizeram até bolo do sexto aniversário de obra inacabada.

“Várias reportagens já foram feitas, eu mesmo estou cansado. Acredito que quando o gestor quer realizar um serviço, chega e se coloca à frente. Não consigo entender essa desordem com o Parque do Sol, bairro no qual o atual prefeito foi bem votado,” desabafou.

O técnico em mecânica André Luis conta que o prefeito Luciano Cartaxo só foi ao local antes de fechar com tapume. “Considero essa obra fundo de quintal, a demora é absurda. Temos um PSF perto, mas para exames mais complexos vamos para o PAM de Jaguaribe. Minha esposa está com endometriose abdominal, tenho uma USF na frente de casa, mas tenho que me consultar longe”, disse.

Os moradores do Parque do Sol revelam ainda que já passaram três construtoras pela obra. A última, Açu Construtora, ficou devendo R$ 800 em um restaurante próximo e R$ 1.500 em um depósito de construção, o Central. Ainda segundo informações na placa, o valor total da obra é R$ 650.251,03.

O outro lado

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de João Pessoa informa que houve problemas com a construtora responsável pela construção da Unidade de Saúde da Família (USF) Parque do Sol.

A licitação para a contratação de uma nova empresa construtora, que dará seguimento às obras, está correndo e deverá ser finalizada, caso não haja recursos das empresas participantes, até o dia 30 de abril. O prazo para emissão da ordem de serviço e a retomada das obras é até 30 de maio. As informações são do Jornal A União.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar