Lauro Jardim: Com a morte de Bebianno, segredos de campanha de Bolsonaro ficarão enterrados para sempre

Com a morte de Gustavo Bebianno, aos 56 anos por infarto fulminante, uma parte da verdadeira história da campanha de Jair Bolsonaro à Presidência também será enterrada para sempre.

Bebianno detinha segredos da escalada de Bolsonaro ao poder — e de como realmente se passou nos bastidores o ano de 2018, o da eleição. Não era o único. Mas era talvez o que possuía mais informações até hoje não reveladas.

Como não deixou nada gravado ou escrito para a posteridade, esse pedaço de história do Brasil real nunca virá o público, exceto por alguns relatos que fizeram as pessoas próximas.

Desde que brigou com Bolsonaro, no início do ano passado, Bebianno contorno algumas passagens ocorridas durante a campanha eleitoral, em que era o mais próximo dos mais próximos auxiliares do atual presidente. Mas, em conversas privadas, costumava observar que o que dizia em entrevistas era um pedaço ínfimo do que viu, participou e viveu.

Comente