Julian Lemos critica fundo eleitoral, mas usou R$ 361 mil do PSL na sua campanha

O deputado federal Julian Lemos (PSL) comentou, em entrevista na TV Master na segunda-feira (21), sobre o fundo eleitoral que pode ser aprovado no Congresso, além de criticar outros gastos com o fundo partidário. Entretanto, o então candidato à Câmara Federal utilizou em sua campanha nas eleições 2018 cerca de R$ 361 mil proveniente dos fundos partidários do PSL.

“É constrangedor e imoral, vai passar mas não vai ser com o meu voto não. R$ 4 bilhões. Agora eu digo uma coisa: o voto tem consequência, o fundo eleitoral é a salvação desta caixa podre que esta no Congresso. Esse fundão tem um fundamento, hoje está mais difícil de esconder mala de dinheiro”, afirmou Julian durante a entrevista.

+ PSL teria produzido candidata laranja na Paraíba que recebeu R$ 201 mil

De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Julian recebeu R$ 361,9 mil do fundo partidário. Dessas cifras, R$ 320 mil são provenientes do Diretório Nacional do PSL, e R$ 41,9 mil do Diretório Estadual do partido.

Os montantes representam, do valor total de sua campanha, que é de R$ 368,9 mil, 86,73% e 11,37%, respectivamente. Confira dados do TSE:

(Foto: Reprodução/TSE)

 

Comente