Julian Lemos compartilha ‘fake news’ e, após RC anunciar processos, apaga

O deputado federal Julian Lemos (PSL) compartilhou a informação falsa de que o ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB) e o secretário Waldson Souza estariam sendo alvo de mandados de busca e apreensão no âmbito de um suposto desdobramento da Operação Calvário. A ‘fake news’ foi desmentida pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB).

+ MPPB desmente operação do Gaeco e RC decide processar quem criou fake news

Em seu texto, o parlamentar ainda atacou a imprensa. “Vamos ver se os blogs que são financiados pelo Governo terão coragem de bater no chefe da organização”, escreveu.

Por volta das 12h30 a publicação já tinha sido deletada do perfil do parlamentar.

Ricardo processará

Procurada pela reportagem, a consultoria jurídica do ex-governador paraibano informou que estará movendo uma representação criminal contra quem propagou a ‘fake news’. “Já sabemos de onde partiu essa fake news e já estamos nos preparando para impetramos as ações cabíveis”, disse um dos advogados.

“São uns canalhas, processarei todos”, afirmou Ricardo ao Paraíba Já.

Comente