Gestão de Romero exalta, em nota, pagamento de servidores com 15 dias de atraso

A Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG) emitiu nota nesta segunda-feira (15) enaltecendo o pagamento da folha dos prestadores de serviços da Saúde referente ao mês de junho, ou seja, com mais de duas semanas de atraso. A publicação lembrou que o pagamento dos servidores efetivos ocorreu no dia 11, também com atraso.

De acordo com o Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB), os atrasos no pagamento de médicos são praxe na gestão de Romero Rodrigues. No dia 27 do mês passado, a entidade lançou uma nota cobrando um cronograma para o pagamento dos meses atrasados.

+ CRM-PB cobra que PMCG pague salários atrasados de médicos na cidade

Leia a nota:

Secretária conclui folha de junho dos servidores e anuncia investimentos na Saúde em CG

A Secretaria Municipal de Saúde de Campina Grande realizou nesta segunda-feira feira, 15, o pagamento dos salários do mês de junho dos prestadores de serviços. Os vencimentos dos servidores efetivos foram pagos na última quinta-feira, 11. Ainda para esta semana estão previstos pagamentos dos plantões dos médicos contratados por chamamento público, conforme cronograma acordado com os profissionais.

De acordo com a secretária Luzia Pinto, a expectativa é normalizar a pagamento dos salários dos trabalhadores da Saúde a partir deste mês de julho. “Passamos por muitos desafios com atrasos de repasses financeiros e, sobretudo, com o déficit deixado por algumas áreas, como a oncologia e a obstetrícia. São setores que deixam déficit anual de mais de R$ 8 milhões por ano, mas a Prefeitura tem feito muito esforço para não prejudicar os atendimentos, garantindo a continuidade dos serviços com aporte de recursos próprios do Município”, explicou.

Ainda segundo a gestora, graças ao empenho do prefeito Romero Rodrigues, que tem conseguido liberar recursos de emendas parlamentares junto ao Governo Federal, a Secretaria Municipal de Saúde irá cumprir o calendário de pagamento dos salários dos trabalhadores da pasta sem maiores dificuldades neste segundo semestre. “Campina ainda é grande referência em saúde para a região e isso só é possível porque contamos com o empenho de servidores dedicados, que superam as dificuldades junto com a gestão e merecem nosso respeito”, destacou a secretária.

Investimentos – Luzia Pinto também destacou que, apesar dos desafios, a Secretaria de Saúde está avançando na ampliação de serviços para a população. “Estamos construindo o novo Hospital da Criança e do Adolescente, duas Unidades Básicas de Saúde, além de outras duas que já estão prontas e serão abertas no Complexo Aluízio Campos. Também já iniciamos a construção de um Centro de Hemodiálise no Hospital Pedro I e vamos fazer um investimento em novos equipamentos para toda a rede de cuidados da saúde”, garantiu.

Comente