CRM-PB cobra que PMCG pague salários atrasados de médicos na cidade

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) demonstrou preocupação com o atraso no pagamento de salários de médicos em Campina Grande. A entidade cobrou, em nota publicada nesta quinta-feira (27), que a Prefeitura de Campina Grande realize o pagamento dos meses em atraso. Segundo a entidade, as denúncias de vários meses não pagos são de vários profissionais e, sequer, existe um cronograma estabelecido para o pagamento do esforço laboral dos profissionais.

Leia a nota na íntegra:

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) vem a público externar sua preocupação com os atrasos no pagamento à categoria médica pela prefeitura municipal de Campina Grande. O Conselho tem recebido inúmeros relatos de médicos de que pagamentos referentes a vários meses trabalhados não foram efetuados, além de não haver um cronograma de liberação dos salários atrasados.

Profissionais de vários serviços relatam a situação, que acaba expondo a população ao risco de ficar sem atendimento. O presidente do CRM-PB, Roberto Magliano de Morais, reuniu-se com os gestores municipais em maio deste ano e, entre outros pontos, tratou desse problema, bem como da necessidade da realização de um concurso público que venha a possibilitar a regularização dos profissionais médicos da Prefeitura de Campina Grande.

O CRM-PB clama por uma solução por parte da Secretaria Municipal de Saúde, posto que a situação atual não pode perdurar. Profissional que trabalha merece receber pelo serviço prestado.

Comente