Veja como aproveitar os descontos da Black Friday sem cair em roubadas

0

Muitos consumidores deverão aproveitar as promoções da Black Friday, que começa oficialmente à 0h desta  sexta-feira (25), para adquirir aqueles produtos que queriam há algum tempo e até mesmo adiantar as compras de Natal. Se por um lado a Black Friday é um dia de muitas ofertas, por outro, o risco é grande de cair em fraudes e roubadas.

A reportagem consultou especialistas em varejo e em finanças pessoais para reunir dicas aos consumidores sobre como aproveitar a Black Friday e evitar problemas.

Para que a experiência não se transforme em pesadelo, os consumidores devem estar atentos, disseram os especialistas. É preciso preciso prestar atenção desde o momento em que planejam o que comprar até a escolha dos sites. Só assim é possível evitar armadilhas das chamadas maquiagens de preços e problemas de segurança no varejo online.

Além da pesquisa de preços isso, o consumidor deve pensar antes de comprar na forma de pagamento e nos prazos de entrega.

Orçamento

Diante de tanta promoção, é comum o consumidor ter uma lista de desejos maior que o orçamento. Por isso, antes de começar a pesquisar os produtos, estipule quais são as prioridades de compra no momento e, principalmente, o que está de acordo com o seu orçamento. Planeje também como pagar: parcelado e em quantas vezes, à vista ou no cartão de crédito, diz o diretor de marketplace do Mercado Livre, Leandro Soares.

Cadastro antecipado

De acordo com Paula Paschoal, diretora comercial do PayPal Brasil, como os e-commerces pedem ao consumidor que preencha um cadastro para efetuar qualquer compra, separe um tempo para já ir se cadastrando nos sites em que pretende comprar durante o período de promoções.

“Isso porque, quanto mais próximo da Black Friday, maiores se tornam os riscos de queda de conexão no site escolhido, por causa do imenso fluxo de internautas acessando ao mesmo tempo. Se você já estiver previamente cadastrado, só precisará escolher o produto, fazer o login e comprar”, diz. Além disso, o cadastro pode ser feito para receber as ofertas específicas da Black Friday.

Lista

Faça uma lista de desejos do que você realmente quer comprar antes de a febre dos descontos começar. Isso o ajudará a  evitar compras por impulso, muitas vezes equivocadas e por preços mais altos, sugere Paula Paschoal, diretora comercial do PayPal Brasil.

Segundo a economista do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), Ione Amorim, o primeiro passo é verificar a necessidade do produto ou serviço e se a promoção é realmente vantajosa para adquiri-lo. “A mercadoria pode até ter desconto de 90%, mas só valerá a pena se o consumidor tiver como pagar os 10% restantes. Caso contrário, ainda
sairá muito caro”, diz.

Ione Amorim, do Idec, diz que em caso de o consumidor quiser aproveitar a data para adquirir os presentes de Natal, ele deve ter uma lista para auxiliar no controle das despesas e evitar o endividamento.

O consumidor também pode incluir na sua lista de produtos desejados aqueles que não têm procura tão alta, pois a chance de entrarem em promoções são grandes, avalia o presidente da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), Mauricio Salvador. “As melhores ofertas são sempre de produtos que chamamos “curva C”, ou seja, aqueles produtos que não são os campeões de vendas. Os consumidores que fizerem suas listas de presentes baseando-se nesses tipos de produtos conseguirão as melhores ofertas”, aconselha.

Pesquisa

Ricardo Bove, diretor da Blackfriday.com.br, organizadora da promoção, sugere mapear o preço médio dos produtos para identificar as melhores ofertas e garantir o produto pelo melhor preço, já que muitas vezes o estoque pode acabar rapidamente. Isso previne ainda que se caia em maquiagens de preços, segundo Maurício Salvador, presidente da ABComm.

“Tire um tempo, compare preços e ofertas, mas nem tanto, porque, quanto mais perto da sexta-feira, mais gente passa a comprar, menores ficam os estoques das lojas e as conexões à internet se tornam instáveis”, pondera Paula Paschoal.

Pedro Guasti, CEO da Ebit, empresa de dados sobre o varejo eletrônico brasileiro, indica que os preços sejam pesquisados nos sites próprios dos varejistas ou naqueles de comparação de preços, como Buscapé e Zoom.

Links úteis para acompanhar as promoções:
www.blackfriday.com.br
www.blackfridaymonitor.com.br/
www.blackfriday.com.br/lojasparticipantes
www.buscadescontos.com.br
www.dicadepreco.com.br
www.econovia.com.br/
www.cuponation.com.br/
www.baixou.com.br/
www.cybermondaybrasil.com.br
www.jacotei.com.br
www.buscape.com.br
www.melhorembarque.com.br
www.zoom.com.br

Fonte: G1

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here