Colegas de imprensa relembram talento e profissionalismo de Jota Júnior; confira

0

No ano de 1994, Antônio Hino foi o responsável por treinar e colocar Jota Júnior para comandar um programa televisivo no Sistema Correio em sua primeira experiência na TV.

“Ele era muito tímido fora do vídeo, mas quando ia para o vídeo crescia. Às vezes eu conversava com ele, por conta da timidez dele, mas ele estava pronto, era muito bom. Eu considerava ele um dos melhores apresentadores do Nordeste, já sabia o que ia falar, era muito preparado”, relembrou Hino.

O sucesso do apresentador lhe rendeu um legado de fãs e Jota fazia questão de cumprimentar os telespectadores que iam até a emissora, como relembra a jornalista Joelma Alves, ex-produtora do programa Jornal da Correio.

“Ninguém conseguia passar, porque todo mundo ficava sentado no chão. Ele tinha o momento de passar meia hora atendendo todas as pessoas e repassava as demandas para eu e Fernanda tentar resolver os problemas”, disse.

Além de Fernanda Albuquerque e Joelma Alves, os jornalistas Henrique Lima, Laerte Cerqueira e Paulo Neto trabalharam com Jota.

Ainda no Correio Verdade, Jota Júnior começou a apresentar programas fora do estúdio. A primeira edição foi no Centro de João Pessoa e foi durante apresentação do Correio Verdade que o telespectador viu pela primeira vez um merchandising em um programa jornalistico. A ideia foi em conjunto com o ex-editor, José Valdez, hoje diretor de jornalismo da TV Tambaú.

“Eu iniciei isso com ele na Paraíba e passamos por vários bairros. A gente viveu junto essa experiência. O primeiro programa popular que fiz com ele, tentando o aproximar da comunidade, foi na Lagoa, onde passam milhares de pessoas. Foi um sucesso. De lá a gente percorreu outros bairros”, lembrou.

Depois um período afastado por conta da política, Jota Júnior aceitou o desafio da TV Arapuan e passou a comandar o programa Cidade em Ação, após deixar a TV Arapuan, Jota recebeu o convite e aceitou assumir a apresentação do Cidade Alerta em 2013.

A editora-geral da TV Correio, Carla Visani, ressaltou o quanto ele se sentia realizado por estar no comando do programa e lembrou do momento em que Jota precisou se afastar para cuidar da saúde.

“Jota era dedicado. A gente via que ele adorava o que fazia. Quando ele entrava no ar, era visível o prazer e o gosto que ele encarava a missão. Era necessário, foi difícil para todos. Mas nos unimos e ajudamos no que foi possível”, disse.

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here