Vital vai pedir ampliação no número de trabalhadores para acelerar transposição

Membros da Comissão Externa do Senado, que acompanham o Projeto de Transposição das águas do Rio São Francisco, presidida pelo senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), juntamente com ministro da Integração Nacional Fernando Teixeira fiscalização visitaram na manhã desta segunda-feira (08) o canteiro de obras na cidades de Monteiro no Cariri paraibano onde Vital revelou que a comissão vai pedir ampliação de trabalhadores e equipamentos para agilizar obras da transposição.

A comitiva chegou ao aeroporto Presidente João Suassuna em Campina Grande por volta as 8h em avião da Força Aérea Brasileira (FAB). Além de Vital do Rêgo, integram a comitiva, o ministro da Integração Nacional Fernando Teixeira, o senador Humberto Costa (PT), relator da comissão, o senador Cícero Lucena (PSDB-PB), entre outras autoridades.

“Essa é a quinta e última visita que eu na condição de presidente fazemos a obra. Sempre num período de três a quatro meses acompanhamos de perto o andamento de cada eixo. Tenho certeza que vamos entregar o relatório proximamente, pois o relator Humberto Costa já está fazendo sua revisão final. Para nós o trecho mais delicado das obras acompanhamos hoje que é o trecho do túnel Cuncas 1 em São José de Piranhas que está com 94% concluso, além do trecho do túnel de Sertânia a Monteiro e toda sua galeria que vai passar a 27 metros de profundidade pelas áreas urbanas de Monteiro até igualar com o Rio Paraíba. Esse é o grande desafio que temos a vencer, além das nove estações de bombeamento seis no eixo leste e três no eixo norte que precisam ser concluídas num período mais curto possível. Como nordestinos entendemos que o quanto mais reforço de pessoal e maquinário tiver essa obra para sua conclusão é algo fundamental para o país e nossa região”, destacou Vital.

No seu discurso o Ministro destacou que dados de outubro apontam 67,5% de execução física do empreendimento está conclusa e que a perceptiva que até o final do ano 70% da obra esteja concluída. Com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), o projeto garantirá a segurança hídrica de mais de 12 milhões de brasileiros nos estados de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte. “Mesmo sendo feriado verificamos que o ritmo das obras continuam. Já concluímos a primeira estação de bombeamento agora vamos em breve concluir as obras da segunda estação e em dezembro de 2015 deveremos entregar essa que será maior obra de infraestrutura hídrica do país que emprega atualmente mais de 11 mil trabalhadores”, afirmou Fernando Teixeira.

Comente