Vice-presidente do STJ não julga agravo da PGR sobre Ricardo e devolve à relatora; Laurita pode esperar fim do recesso

A ministra Maria Thereza de Assis Moura, vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), não julgou o agravo apresentado da Procuradoria-Geral da República (PGR), assinado pelo procurador Henrique Jacome Medeiros, solicitando a revogação da soltura do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB).

No fim da manhã de hoje Maria Thereza decidiu encaminhar o recurso à relatora, Laurita Vaz.

De acordo com informações, ela pode aguardar o fim do recesso, em 3 de fevereiro, para apreciar o pedido.

Confira movimentação da ação

Comente