O Sindicato dos Jornalistas da Paraíba divulgou, neste domingo (26), nota de repúdio ao diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Queiroz Segovia, que esteve em João Pessoa na última sexta-feira (24) para empossar o delegado André Viana Andrade como novo superintendente Regional da PF no Estado.

De acordo com a nota do Sindicato dos Jornalistas, os profissionais da imprensa paraibana que trabalharam na cobertura da posse do novo superintendente da Polícia Federam tratados de forma truculenta por Segovia.

“Os relatos de profissionais escalados para a cobertura do evento causaram perplexidade à entidade pela truculência e desrespeito aos jornalistas, que beirou o nível da ameaça velada”, diz trecho da nota.

Leia abaixo na íntegra a nota do Sindicato dos Jornalistas da Paraíba

Nota de repúdio

O Sindicato dos Jornalistas da Paraíba vem a público expressar seu profundo repúdio quanto à atitude do novo diretor geral da Polícia Federal Fernando Queiroz Segovia no trato com a imprensa paraibana quando de sua passagem pela Paraíba para a solenidade de posse do novo Delegado de Polícia Federal André Viana Andrade, na sexta-feira, 24 de novembro.

Os relatos de profissionais escalados para a cobertura do evento causaram perplexidade à entidade pela truculência e desrespeito aos jornalistas, que beirou o nível da ameaça velada.

O Sindicato dos Jornalistas repudia de maneira veemente o comportamento do diretor geral da Polícia Federal, que expressou ostensivamente, sem pudor, sua sintonia com o governo golpista pelo qual foi indicado e ao qual serve. Ao mesmo tempo, a entidade ratifica seu compromisso de altivez em busca da informação completa, plural e democrática, missão indispensável para a construção de um país igualitário, tolerante e de instituições fortes, que primam pelo respeito entre si e, ao mesmo tempo, pela autonomia de suas prerrogativas.

Comente

Camara Municipal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here