Margareth Diniz é eleita por unanimidade presidente da Rede Nordeste da Andifes

A reitora da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) Margareth Diniz foi eleita, por unanimidade, presidente da Rede Nordeste da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) para o mandato 2019-2020.

A eleição ocorreu nesta sexta-feira (26), durante reunião ordinária do conselho pleno da associação, na Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), em Vitória. A vice-presidente do grupo, constituído de 20 universidades, será a reitora da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) Joana Guimarães.

Na ocasião, também foi eleita a nova diretoria executiva da Andifes para o mesmo período, composta pelos reitores João Carlos Salles Pires da Silva (UFBA), presidente; Edward Madureira Brasil (UFG), 1º Vice-presidente; Guida Aquino (UFAC), suplente; Ricardo Marcelo Fonseca (UFPR), 2º Vice-presidente; e Antônio Cláudio Lucas da Nóbrega (UFF), suplente.

A primeira missão da reitora Margareth Diniz, enquanto presidente da Rede Nordeste da Andifes, será a organização da Conferência Internacional das Universidades Federais do Nordeste e Universidade Soka – o Ensino Superior em prol do Bem-estar da humanidade, em 23 e 24 de agosto, na Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), no Recife.

O evento tem o objetivo de promover o desenvolvimento da ciência, das tecnologias sociais, dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU) e internacionalização.

A conferência também é mais uma iniciativa que tem o intuito de consolidar parcerias com instituições japonesas, sobretudo a Universidade Soka, em Tóquio, e a organização não-governamental Soka Gakkai Internacional (SGI), fundada e presidida pelo humanista Daisaku Ikeda.

No final de junho, por exemplo, a UFPB conheceu o trabalho socioambiental do Instituto Soka na Amazônia. Em outubro do ano passado, recebeu a exposição Da Cultura de Violência para a Cultura de Paz – transformando o espírito humano no campus I, em João Pessoa.

Comente