Publicidade
Cotidiano

Homem de 45 anos suspeito de estuprar criança de 9 anos é preso em Pombal

O fato teria ocorrido no bairro Francisco Pereira, mais conhecido como “bairro das Casinhas”, na cidade sertaneja

Após receber denúncias anônimas, a Polícia Civil prendeu na manhã desta quarta-feira (15) um homem acusado de praticar estupro de vulnerável.

- Continua depois da publicidade -

Francinaldo Ferreira de Lima, mais conhecido como “Milinga”, de 45 anos, foi preso por equipes da Delegacia de Pombal, cidade do interior da Paraíba.

De acordo com o delegado Ilamilton Simplicio, a justiça havia decretado um mandado de prisão contra o acusado por crime de estupro de vulnerável. O fato teria ocorrido no bairro Francisco Pereira, mais
conhecido como “bairro das Casinhas”, na cidade de Pombal, em 29 de janeiro deste ano.

“A sua localização só foi possível através de uma denúncia anônima dando conta de que ele teria dado entrada no Hospital Regional de Pombal, vítima de um acidente automobilístico. O preso será conduzido à Cadeia Pública de Pombal, e ficará à disposição da justiça”, declarou o delegado.

A polícia tomou conhecimento do crime de estupro por meio da mãe da vítima. Essa mulher, que não teve o nome revelado pelos investigadores, contou que é parente de Francinaldo. Ela tem duas filhas menores de idade e deixou as crianças em casa.

Quando retornou, flagrou o momento que Francinaldo estava seminu, com os órgãos sexuais à mostra, beijando e acariciando as genitálias de uma das crianças, de apenas 9 anos de idade. A mãe da criança acionou a polícia e denunciou o crime, que resultou na prisão realizada na manhã desta quarta-feira (15).

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar