Família é vítima do Homem Pateta no Brasil: “Logo você o verá morto”

A família da cirurgiã-dentista Camille Vanini, 36 anos, passou por uma experiência traumática. Tudo começou no último sábado (27/06), quando o filho de Camille viu reportagens sobre o “Homem Pateta”, que estaria incentivando crianças a cometer suicídio.

O garoto de 10 anos, que não tem rede social, pegou o celular da mãe no momento em que ela dormia e, por meio do Instagram de Camille, passou a enviar mensagens a um dos perfis referentes ao personagem. O homem, que se comunicava em inglês, conversou com a criança. Durante o diálogo, ele dava um tempo para que as respostas fossem enviadas. O suspeito exigia que o menino permanecesse conversando durante o dia todo.

Como ficou tarde, a criança acabou dormindo. A mãe conta que pegou a mensagem no celular e levou um susto. “Estou estudando durante todo o dia, não consegui ver o noticiário. Confesso que não fazia ideia do que era o homem pateta. Quando vi que alguém estava mandando mensagem, a primeira reação que tive foi pedir desculpas. Afirmei que o meu filho estava com o celular e que ele não deveria incomodar as pessoas. O grande problema foi quando o homem respondeu”, detalhou Camille.

A família já morou no exterior e todos falam inglês. Foi nesse idioma que mãe e filho se comunicaram com o perfil falso. O homem, ao ler a justificativa da dentista, enviou uma mensagem ameaçadora: “Deixa ele jogar comigo. Logo depois você o verá morto. Cuide do seu filho ou eu vou fazê-lo se matar”.

Confira a tradução:

-Olá, fale, eu vou bloquear você ou fale agora, você tem 10 minutos
Hahaha

– Oi Pateta
– Eu gostaria de pedir desculpas pelo meu filho
– Ontem, eu estava dormindo e ele pegou meu celular e brincou/jogou com você
– Ele tem 10 anos e eu sou obcecada por ele
– Mais uma vez, por favor, desculpa

– Deixa ele jogar comigo
– Logo depois você o verá morto
– Cuide do seu filho ou eu vou fazê-lo se matar

Comente