Enquanto audiência é adiada, ex-prefeita de Conde tenta procrastinar ainda mais processo judicial

Estava para acontecer, na manhã desta quarta-feira (4), no Fórum da Comarca de Conde, a segunda fase da audiência de instrução e julgamento de Tatiana Corrêa, ex-prefeita do Conde, no processo que trata sobre supostos desvios da ex-gestora. Como não havia promotor disponível para o Conde, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público deverá marcar uma nova data.

Nesta fase da audiência, estavam previstas para serem ouvidas  testemunhas de defesa indicadas pela ex-prefeita. Após as oitivas, acontecerá a fase de interrogatório à Tatiana.

Publicidade
ALPB

A defesa da ex-prefeita, curiosamente, arrolou testemunhas que residiam fora do país, numa suposta tentativa de postergar o andamento do processo. O julgamento da imprescindibilidade de tais testemunhas, que precisa ser atestado, aconteceria também nesta sessão que foi adiada.

A ex-prefeita está em liberdade provisória, com aplicação de medidas cautelares, dentre elas consta a proibição de se ausentar do município de Conde e reembolsar parcialmente o município com a compra de cinco cadeiras odontológicas.

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]