Empresa que vai gerir aeroportos de JP e CG comanda terminais na Inglaterra e América Latina

Vencedora do leilão do bloco Nordeste, que inclui os aeroportos de João Pessoa e Campina Grande, a empresa espanhola Aena é a maior operadora de aeroportos em número de passageiros do mundo e opera em países como Inglaterra, México, Colômbia e Jamaica. A Aena Internacional, que classificou a compra dos terminais nordestino como “a maior operação de desenvolvimento internacional da história da Aena”, comprou os aeroportos pelo valor de R$ 1,9 bilhão.

Fundada em 1991, a empresa opera 46 terminais aeroportuários e dois heliportos na Espanha. Por meio de sua filial – Aena Aeroportos Internacional -, ela participa diretamente e indiretamente da gestão de outros 17 aeroportos pelo mundo.

A Aena detém 51% do capital da sociedade que opera o Aeroporto de Luton, em Londres, na Inglaterra. E participa da administração de 16 terminais no México, entre eles o de Montego Bay e dois na Jamaica, o de Montego Bay e o de de Kingston , a partir de outubro de 2019. No México , a Aena participa do Grupo Aeroportuário do Pacífico (GAP), que opera 12 aeroportos através da empresa Aeropuertos Mexicanos del Pacífico (AMP). A AMP é o parceiro estratégico do GAP através de 17,4% do seu capital.

A espanhola também opera na América do Sul. Ela gere dois aeroportos na Colômbia, o de Cali e Cartagena de Indias. Empresa de sociedade mista, a Aena tem suas ações vendidas na bolsa desde 2015.

Nota da Aena
“Nos próximos dias, a Aena iniciará todos os procedimentos administrativos para a formalização da concessão, que poderá ser prorrogada até agosto. Após o período de transição previsto nos editais, os aeroportos do Nordeste poderão começar a ser administrados no último trimestre pela concessionária que será criada para esse fim, integralmente detida pela Aena Desarrollo Internacional”, diz em nota divulgada no site.

Comente