Efraim critica fechamento de ruas em JP e dispara: “é a velha política”

O deputado Federal Efraim Filho (Democratas-PB) classificou de “velha política” o fechamento de ruas verificado na greve geral deflagrada nesta sexta-feira (14) em João Pessoa e outras cidades brasileiras. “A sociedade já não aceita mais esse tipo de atitude”, disse. “O movimento está com o chip atrasado, pois se fazia isso nas décadas de 80 e 90”, acrescentou o parlamentar paraibano.

Para Efraim Filho, esse tipo de manifestação, com fechamento de vias, queima de pneus, e até depredação do patrimônio público, acaba interferindo no direito de ir e vir dos cidadãos e trabalhadores, que não se interessam pelo movimento e nem aderem a proposta de greve.

“O que estamos vendo hoje são pais preocupados se conseguem pegar seus filhos na escola, pessoas querendo chegar ao seu trabalho, querendo viver o seu dia a dia. Querem (os manifestantes) passar a impressão de que existe adesão à base da força e da intimidação. Não é espontâneo! Promover o caos urbano é uma estratégia arcaica e rechaçada pela sociedade atual. Isso é a velha política!”, concluiu Efraim Filho.

Protestos na Paraíba

Em João Pessoa, os manifestantes bloquearam algumas ruas da cidade no início desta manhã. A saída do Bancários – sentido bairro-Centro foi fechada por volta das 4h. Houve queima de pneus e a via foi fechada antes do contorno que dá acesso à Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Os motoristas foram orientados pelo Corpo de Bombeiros e Polícia Militar a seguir pela contramão e continuar o trajeto. O bloqueio foi desfeito por volta das 9h10.

No bairro de Oitizeiro, manifestantes se concentraram com bloqueio no sentido para o Centro da Capital. Pneus foram queimados e o grupo se reuniu com faixas de protesto. Na BR-101, o trânsito ficou lento e difícil de transitar nas primeiras horas desta sexta-feira. Quem seguia para Cruz das Armas precisou pegar a BR-230 e entrar no bairro Jardim Veneza. O bloqueio foi desfeito por volta das 9h50.

A saída do bairro do Varadouro, com direção para o Acesso Oeste e Terminal de Integração de João Pessoa, também foi bloqueada pelo pelos manifestantes por volta das 8h40, que queimaram pneus e fecharam a via.

Bayeux

Na Avenida Liberdade, em Bayeux, na Grande João Pessoa, manifestantes bloquearam os dois sentidos da via. O local é a principal ligação entre a cidade e a capital paraibana. Como desvio, alguns motoristas utilizaram a ponte Sanhauá, já que a ponte do Baralho foi bloqueada. No acesso da parte de baixo, por uma pequena ladeira, um carro foi colocado para impedir a passagem também nesse desvio.

Campina Grande

Em Campina Grande, funcionários de uma empresa de telemarketing foram impedidos de entrar. No início desta manhã, manifestantes bloquearam a entrada do local, no bairro do Cruzeiro. Houve confusão entre um policial militar e um manifestante.

Comente