- Publicidade -
Cotidiano

Cirurgiões paralisam atividades e secretário de Saúde atende no Trauma de JP

Secretaria de Saúde alega que não pode pagar em duplicidade, e diz que profissionais devem cobrar da Acqua

Neurocirurgiões, cirurgiões vasculares e torácicos, da Neurovasc, que atuam no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa paralisaram as atividades neste sábado (28). O imbróglio envolve a cobrança de pagamentos em aberto deixados pela Acqua, empresa que gerenciava a unidade, mas que a classe está cobrando do Estado.

- Continua depois da publicidade -

Na noite da sexta-feira (27) aconteceu uma reunião para deliberar sobre  como seria o gerenciamento do Trauma, que volta a ser do Estado, além dos pagamentos. O Governo acatou os valores pedidos pela classe com relação aos plantões, valor este que é superior ao praticado em diversos estado, como Brasília.

Há um mês de pagamentos em aberto, e é neste ponto que inicia o imbróglio. De acordo com a Secretaria de Saúde, não há como realizar os pagamentos em duplicidade, uma vez que os valores já foram repassados para a empresa que geria a unidade hospitalar. Portanto, os profissionais da Neurovasc devem cobrar da Acqua, mas não fizeram. A partir disto, eles paralisaram as atividades.

O Governo do Estado está substituindo os profissionais progressivamente, e o atendimento está sendo garantido.

Mãos à obra

Com isso, o secretário de Saúde Geraldo Medeiros, e o secretário de Gestão Hospitalar Daniel Beltrammi, que possuem especialidades nas áreas afetadas, estão realizando atendimentos no Trauma neste sábado. Conforme informações, Medeiros estava realizando evoluções de pacientes neste manhã.

Macas extras foram disponibilizadas para o Trauma de João Pessoa na manhã deste sábado.

 

Comente

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar