Caso Geo: juiz condena quatro adolescentes após estupro de criança

Quatro adolescentes foram condenados pelo juiz da 2ª Vara da Infância e Juventude em João Pessoa, Luiz Augusto Souto Cantalice, pelo ato infracional análogo ao crime de estupro de vulnerável. Eles foram apreendidos na investigação do estupro de uma criança que ocorreu no Geo Tambaú, uma escola particular da Capital. A sentença foi prolatada na noite da quarta-feira (24).

De acordo com a sentença, os quatro adolescentes foram condenados à pena de internação, que prevê reanálise da necessidade da manutenção, no máximo, em seis meses. O caso corre em segredo de justiça e por isso o teor total da sentença não é divulgado.

A informação da condenação foi confirmada pelo advogado Aécio Farias – que faz a defesa dos adolescentes de forma conjunta. Ele considerou a sentença o “maior erro judicial do universo” e disse que vai recorrer já nesta quinta-feira (25).

Comente