Caso do Pix por oração: Renallida processa pastor Anderson após polêmica

A pastora Renalida Carvalho, que atua na Paraíba, entrou com uma queixa crime contra o pastor Anderson Silva após o teólogo, líder da Igreja em Movimento, fazer duras críticas e acusar a líder religiosa de cometer “estelionatário espiritual”.

Entre as testemunhas no processo está o apresentador Bruno Pereira, que entrevistou o pastor Anderson no programa Tribuna Livre, da TV Arapuan.

De acordo com a pastora, em postagens nos perfis do Instagram, o pastor Anderson “[…] tentou, em sua primeira postagem, difamar e imputar conduta criminosa, na tentativa vil e sorrateira de “surfar no hype” e angariar mais seguidores para suas redes sociais causando polêmica em demasia.”

A denúncia ainda destaca que o pastor sabia da repercussão após as publicações, já que cita diretamente Renalida Carvalho. “Percebe-se que a conduta do ofensor deve ser configurada como crime, vale ressaltar, por oportuno, que a todo momento o Réu agiu de forma dolosa, ou seja, possuía absoluto conhecimento da extensão que suas publicações teriam, tendo em vista, que até o presente momento permanece vinculando a imagem e o nome da Autora de forma desonrosa em suas redes sociais”, afirmou.