Publicidade
Entretenimento

‘Casamento junino’ tem brinde de cachaça e arraial matuto em Campina Grande

Um casal de Campina Grande, terra do Maior São João do Mundo, resolveu levar a tradição do casamento junino a sério e transformar a festa de matrimônio em um verdadeiro arraial. A cerimônia religiosa e a festa aconteceram na noite de sábado (9) e marcaram a união de Marcos Siqueira, 27 anos, e Paula Brito, 26 anos, que já eram casados no civil há um ano.

A cerimônia contou com vários elementos que caracterizam a região Nordeste, da decoração à substituição de rituais tradicionais por outros juninos. O brinde com taças e champagne foi substituído por doses generosas de cachaça. O buquê não foi de flores, mas de bonecos de pano de Santo Antônio, um dos santos homenageados no mês de junho e que tem a fama de ser “casamenteiro”.

“Eu quis dar uma forcinha para que as minhas amigas consigam arrumar um casamento também”, contou a noiva Paula.

No cardápio, comidas típicas como pamonha, canjica, bolo de milho e paçoca, além de pratos preparados com macaxeira e cuscuz. A cachaça foi a bebida preferida da noite.

A decoração do ambiente foi feita artesanalmente, pela própria noiva. Tecidos xadrez, chitas com estampas diferentes e bandeirolas garantiram o colorido do ambiente. Artigos feitos com palha, madeira e barro deram um toque ainda mais regional para a comemoração.

“A gente mora na cidade do Maior São João do Mundo, a gente respira forró. Nada melhor do que comemorar o nosso momento nesse clima”, justificou o noivo.

O casamento ainda contou com uma quadrilha junina que coroou e deu ainda mais animação aos convidados, claro, ao ritmo de muito forró.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Mostrar mais

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar