- Publicidade -
Cotidiano

Caravana da Rede Cuidar chega ao final com 1.289 atendimentos

O último dia da Caravana da Rede Cuidar aconteceu em Itabaiana, neste sábado (20), totalizando mais de 1.289 atendimentos. A ação da Secretaria de Estado da Saúde (SES), começou no último dia 8 e percorreu 13 cidades paraibanas (Monteiro, Princesa Isabel, Itaporanga, Cajazeiras, Sousa, Catolé do Rocha, Pombal, Patos, Esperança, Picuí, Guarabira, Mamanguape e Itabaiana), levando atendimento e exames às crianças com cardiopatia.

- Continua depois da publicidade -

A primeira criança atendida em Itabaiana foi Maria Estela Muniz da Silva, de nove meses. Veio a Caravana para ser avaliada após a cirurgia que fez no coração há um mês.

Aos oito meses, passou por uma cirurgia porque nasceu com dois problemas no coração. A mãe, Maria Aparecida Muniz, contou que o diagnóstico do problema grave na filha (aberturas e vaso fechado que impedia a passagem do sangue), foi um choque pra família que é de Itabaiana. “Com o diagnóstico a gente entrou num mundo desconhecido”, disse.

Logo que recebeu o diagnóstico, a filha começou a receber atendimento pela Rede Cuidar. Logo foi encaminhada para o Metropolitano, referência em cardiologia pediátrica, para todos os municípios, onde ficou na UTI, por um mês; em dezembro, fez bandagem da artéria pulmonar e no final de fevereiro, ficou 14 dias na UTI, com bronquiolite. No mês de maio fez a segunda cirurgia para corrigir o problema grave com o qual nasceu.

Na Caravana, Estela fez ecocardiograma; passou por cardiologistas; pelo serviço social, dentista e enfermagem. “Hoje foi um dia surpreendente pela atenção, carinho e acolhimento que tivemos na Caravana. Tenho muito a agradecer a forma como a minha filha vem sendo cuidada por esta Rede”, disse bastante emocionada.

No total, a Caravana contou com o trabalho de 201 voluntários. Além dos 60 que seguiram nas 13 cidades, onde a ação chegava, sempre havia mais voluntários dos municípios. Para a enfermeira, coordenadora da UTI Pediátrica do Metropolitano, Adriana Aidê, o voluntariado é algo que só tem a ensinar. “A Caravana é um aprendizado, pois temos a oportunidade ímpar de contribuir com a saúde da população”, declarou.

Para Cícera Rocha dos Santos, que é coordenadora de enfermagem da Rede Cuidar, na Caravana, trabalhou com a coordenadora da logística, a palavra que define a ação de 13 dias é gratidão. “O sentimento de gratidão é o que fica porque, além de ajudar as pessoas, a gente aprende com a população e com todas as pessoas que trabalharam”, pontuou.

O prefeito de Itabaiana, Lúcio Flávio, visitou a Caravana. “Parabenizo o trabalho, principalmente porque neste ano a ação veio somente com paraibanos, pois valoriza a prata da casa e gostei muito da participação do Hemocentro”, falou.

Durante o evento, 167 pessoas doaram sangue e 163 fizeram o cadastro de medula óssea. Ainda teve a participação do Banco de Leite que conseguiu arrecadas mais de 80 frascos para doação de leite materno.

Durante a Caravana, além dos atendimentos, foram capacitados 559 profissionais, sendo 309 na obstetrícia e 309 e 250 na neonatologia.

O coordenador geral da Caravana, Claudio Regis, destaca o sucesso da ação, principalmente, pelas parcerias com os municípios. “Com esse apoio o evento ganha mais força e a população um atendimento qualificado com profissionais que não estão disponíveis na cidade, cotidianamente”, ponderou.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar