Publicidade
Cotidiano

Prefeitura de JP culpa chuvas por atraso em obras que foram alvo de suspensão do TCE

Gestão se posicionou por meio de nota; no texto a afirmação de que as obras são realizadas pela mesma empresa e ela já foi notificada

A Prefeitura de João Pessoa culpou as chuvas pelos atrasos nas obras do Mercado Público de Jaguaribe e da reforma do Parque Zoobotânico Arruda Câmara (Bica). Em nota divulgada na manhã desta terça-feira (16), a gestão do prefeito Luciano Cartaxo “esclarece que as obras são realizadas pela mesma empresa, a qual já foi notificada para que apresente um cronograma de execução.”

- Continua depois da publicidade -

As obras foram alvos de suspensão cautelar por parte do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB).  paralisação das ações aconteceu devido a constatação de irregularidades como falta de pagamentos, problemas de planejamento, ausência de projetos, obra fora do cronograma e com ritmo lento, além da detecção de pagamentos suspeitos, realizados após fim de período contratual. Confira documentos.

+ TCE suspende obras da Bica e do Mercado de Jaguaribe; PMJP tem 15 dias para se explicar

Confira nota na íntegra:

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) esclarece que as obras de reforma do Mercado de Jaguaribe e do novo Parque da Bica, objeto de cautelar do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), são realizadas pela mesma empresa, a qual já foi notificada pelo Governo Municipal para que apresente um cronograma de execução. As duas obras tiveram o ritmo diminuído em virtude das chuvas que caíram na Capital.

O caso

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) decidiu suspender cautelarmente duas obras da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), devido a irregularidades como falta de pagamentos, problemas de planejamento, ausência de projetos, obra fora do cronograma e com ritmo lento, além da detecção de pagamentos suspeitos, realizados após fim de período contratual. As decisões foram publicadas na edição da sexta-feira (12) do Diário Oficial do órgão.

As obras suspensas são as de requalificação do Parque Zoobotânico Arruda Câmara, a Bica, e as melhorias no Mercado Público de Jaguaribe, na Zona Oeste da capital.

No Mercado de Jaguaribe o TCE-PB pede medidas efetivas sobre a conclusão de projetos executivos, orçamentos corretos, planejamento eficiente, entre outras medidas para adequação dos serviços contratados com um cronograma físico-financeiro fidedigno com a real situação em que se encontram as obras.

Já na Bica, o Tribunal aponta irregularidades como a expiração contratual, pagamento de reajustamento do contrato, deficiência no planejamento, ausência de projetos executivos, andamento dos serviços completamente fora do cronograma, ritmo lento, com o agravante de pagamento de medições ocorridas após a vigência contratual.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar