Atividades ambulatoriais e visita a pacientes internados estão suspensas pelo HULW

O Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW-UFPB) suspendeu, a partir desta quarta-feira (18), todos os serviços ambulatoriais. A medida faz parte do plano de contingência do hospital, para enfrentar a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

O plano foi elaborado a partir da reunião do Colegiado Executivo do hospital, composto pela superintendente e os gerentes de Atenção à Saúde, de Ensino e Pesquisa e Administrativo, que foi realizada na manhã da segunda-feira (16).

VISITAS

As visitas aos pacientes internos serão interrompidas imediatamente, de acordo com as informações passadas pelo HULW-UFPB. O acesso de acompanhantes também será restrito.

Para saber sobre o estado clínico dos pacientes, os familiares receberão as informações através de um boletim diário, que será publicado todos os dias, às 14h30. Para ter acesso ao boletim, os familiares devem ligar para o número 3216-7042, e a informação será relativa ao dia anterior.

UTI

As visitas à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) estão permitidas apenas às terças-feiras, às quintas-feiras e aos domingos, às 16 horas, com duração de até uma hora. Apenas um visitante por dia vai ter acesso à UTI, e a troca dos acompanhantes passa a acontecer a cada 24 horas. No âmbito das enfermarias, serão autorizadas visitas apenas para os pacientes que não possuem acompanhantes.

LEITOS PARA O CORONAVÍRUS

O Hospital Universitário Lauro Wanderley é uma das unidades da rede hospitalar da Paraíba definidas para acolher possíveis casos de coronavírus, com a disponibilização de três leitos de isolamento para crianças. No Hospital Clementino Fraga estão disponíveis, no primeiro momento, 18 leitos convencionais e 10 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e o Hospital Municipal Santa Isabel reservou 12 leitos convencionais e até 10 leitos de UTI.

ADIAMENTO DE FÉRIAS

O plano de contingência prevê ainda o adiamento das férias dos profissionais de todos os setores assistenciais, que estavam programadas para os meses de abril e maio de 2020. Também foi definida a interrupção das atividades dos projetos de extensão desenvolvidos no HULW.

Como medida de racionalização, o Colegiado decidiu que a liberação de máscaras para os profissionais da assistência deve seguir rigorosamente as orientações da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) do hospital.

Comente