Assembleia Legislativa debate políticas públicas para a juventude na Paraíba

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou, nesta segunda-feira (19), audiência pública para debater políticas públicas voltadas para a juventude. A sessão foi proposta pela presidente da CCJ, deputada Pollyanna Dutra (PSB), em alusão ao Mês da Juventude, celebrado em agosto.

A deputada destacou que a audiência teve como propósito de ouvir as principais demandas dos jovens no estado. “O objetivo é trazer jovens de vários setores da Paraíba, que tem quase 700 mil jovens na faixa etária entre 15 a 24 anos. Nada mais justo e oportuno do que trazer para dentro do Parlamento um tema tão importante e tão envolvente quanto a juventude, que está vulnerável às drogas, mas é uma juventude que quer empreender e quer fazer um bom debate na política”, afirmou Pollyanna.

A sessão contou com participação de integrantes da Federação de Comércio de Bens e Serviços da Paraíba (Fercomércio/PB), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas da Paraíba (Sebrae/PB) e de estudantes de universidades de regiões metropolitanas e interioranas do estado.

“O que a gente propõe aqui é a formação de novos líderes, é eles [os jovens] deixarem algo importante aqui para gente sugerir ao Poder Executivo na forma de requerimentos de indicação ou projetos de lei. O que a gente quer trazer para cá é a temática da juventude, que tem que fazer parte do processo de decisões do Governo do Estado e do Parlamento”, acrescentou a presidente da CCJ.

O deputado Cabo Gilberto Silva (PSL) ressaltou que a iniciativa é relevante para a construção de políticas públicas para as novas gerações. “Mais uma vez, a Assembleia Legislativa da Paraíba atende aos anseios populares. Está de parabéns a deputada Pollyanna Dutra pelo brilhante tema. A juventude hoje é nosso futuro. Então, é importante essa audiência pública para saber o que o jovem quer para melhorar a qualidade de vida das futuras gerações e da geração presente”, declarou.

Para o presidente do Movimento de Juventude de Pombal, Thalisson Monteiro, é necessário que haja investimentos e atenção das políticas públicas no Sertão paraibano. “A gente percebe que o Governo do Estado tem uma política pública mais efetiva aqui na região de João Pessoa, através da Funesc, que realiza diversas atividades e editais que fomentam a cultura para essa região. Só que no âmbito do Sertão isso é um pouco diferente. Há uma certa falha. A política pública chega, mas de certa forma está mitigada”, destacou.

De acordo com o representante da Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), Wéverton Correia, a gestão estadual discute a interiorização de políticas públicas para a Paraíba. “A gente está com projetos novos, em parceria com alguns órgãos, que estão sendo discutidos. Inclusive, a Secretaria da Juventude, junto com a Assembleia Legislativa, está para aprovar em breve a questão do Parlamento Jovem. Além disso, temos feito um trabalho junto aos grêmios estudantis, fazendo a formação política com os estudantes no interior”, concluiu.

Também participaram da audiência pública o defensor público Antonio Nery; o representante do Comando-Geral da Polícia Militar da Paraíba, major Jomário Fernandes; o presidente da Comissão da Jovem Advocacia da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), Rafael Targino; a representante da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), Alana Silva; o vice-presidente da União Nacional do Estudantes (UNE) na Paraíba, Humberto Carvalho; e o secretário-executivo de Administração, Suprimentos e Logística da Secretaria de Estado da Educação, Ciência e Tecnologia, Gabriel Gomes.

Comente