Apenas 16% das cidades têm 80% da população com 2ª dose contra a Covid-19

Em relação à primeira dose da vacina, municípios com IDH muito alto apresentam percentual de cerca de 80% de imunizados

Vacina Oxford/AstraZeneca para imunizacao em profissionais de saude no Centro de Controle de Agravos (CCA) em Pinhais na regiao metropolitana de Curitiba. 03/02/2021. Foto: Geraldo Bubniak/AEN

Somente 16% dos municípios brasileiros apresentam mais de 80% de sua população com o esquema vacinal completo contra a Covid-19, diz a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) em uma nota técnica divulgada na quarta-feira (22).

Segundo o levantamento feito por pesquisadores do painel MonitoraCovid-19, que usou como base dados disponibilizados pelo Ministério da Saúde até o dia 8 de dezembro, a campanha de vacinação é marcada por desigualdades sociais.

“Foi observado que há uma queda de quase 20% na cobertura da primeira dose, de acordo com o nível de desenvolvimento dos municípios”, diz a Fiocruz, que usou o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) medido em 2010 para demonstrar a avaliação.

Em relação à primeira dose da vacina, municípios com IDH muito alto apresentam percentual de cerca de 80% de imunizados, enquanto em cidades com baixo IDH, esse número cai para cerca de 60%.

Quanto à segunda dose, os municípios de alto IDH apresentam cerca de 70% da população com esquema vacinal completo, enquanto os de menor IDH, cerca de 50%.

IstoÉ