Publicidade
Esportes

Acordo garante jogos do Campeonato Paraibano de Futebol com portões abertos

Um acordo firmado na tarde desta terça-feira (8), durante reunião da Comissão de Prevenção e Combate à Violência nos Estádios, vai permitir a realização dos jogos do Campeonato Paraibano de Futebol com portões abertos. A reunião, presidida pelo coordenador da comissão, procurador Valberto Lira, foi realizada na sede do Ministério Público da Paraíba, na Capital. O campeonato começa no próximo sábado (12).

Na reunião, os clubes Atlético, Botafogo, Campinense, CSP, Perilima, Serrano e Treze se comprometeram a arcar com os custos para elaboração dos projetos de prevenção e combate a incêndio e pânico nos estádios Almeidão (João Pessoa), Amigão (Campina Grande) e Perpetão (Cajazeiras), que são administrados pelo Estado. Os projetos devem ser elaborados e apresentados ao Corpo de Bombeiros.

Ainda conforme o acordo, a Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer do Estado (Sejel) vai dispensar esses clubes do pagamento da taxa cobrada pelo uso dos estádios em cada jogo até o valor que cada um vai arcar. Além disso, a Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan) se comprometeu a apresentar os projetos arquitetônicos nos seguintes prazos: estádio Amigão até 8 de março; Perpetão, até 8 de abril; e Almeidão, até 8 de maio.

Apenas o Sousa, o Nacional e o Esportes de Patos não arcarão com os custos dos projetos porque as prefeituras de Patos e Sousa já apresentaram o plano ao Corpo de Bombeiros dos estádios José Cavalcanti e Marizão, tendo seus estádios já aprovados.

Ficou acordado ainda que os clubes que não cumprirem o acordado terão seus próximos jogos, como mandantes, com portões fechados e não receberão os recursos do Gol de Placa. O Treze informou que já protocolou, desde dezembro, junto ao Corpo de Bombeiros o projeto de prevenção e combate a incêndio do estádio Presidente Vargas.

O procurador Valberto Lira destacou a importância do acordo que deve garantir a solução definitiva para a questão dos estádios, já que o principal problema apontado no laudo do Corpo de Bombeiros é a falta dos projetos.

Participaram da reunião os representantes do Corpo de bombeiros, Polícia Militar e Conselho Regional de Engenharia que integram a Comissão de Prevenção e Combate à Violência nos Estádios. Também participaram a presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Michele Ramalho; o secretário da Sejel, José Marco Melo; a representante da Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan), Simone Guimarães; e representantes dos clubes.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Mostrar mais

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar

Bloqueador de Anúncios detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios