Sem marcar a três jogos, Treze treina finalizações antes do clássico

0

O adversário do Treze no mata-mata do Campeonato Paraibano será o Campinense, neste domingo, no Estádio Amigão. No entanto, se quiser eliminar o rival e chegar as semifinais da competição, o Galo vai precisar vencer outro obstáculo nesta temporada: a escassez de gols. E para resolver este problema, o treinador Marcelo Vilar vem trabalhando finalizações com os atacantes, meias e até volantes do Treze durante os treinos realizados no Presidente Vargas.

Em 10 partidas realizadas em 2016, o Treze marcou apenas 11 gols. Para se ter uma ideia dos números preocupantes apresentados pelo Galo, o Campinense, rival do primeiro mata-mata do estadual tem o melhor ataque da competição com 20 gols, quase o dobro do Alvinegro.

O time do bairro São José já acumula três partidas sem balançar as redes no campeonato estadual (contra Auto Esporte, Paraíba e Campinense). o último gol marcado pelo Treze foi na 7ª rodada da primeira fase da competição, contra o Sousa. A partida aconteceu no dia 6 de março, ou seja, há um pouco mais de um mês.

Com apenas um gol marcado em 2016, o atacante do Treze, Thiago Furlan, reconhece o mau momento que vive o setor ofensivo do time, mas comemorou o tempo de treinamento para aprimorar as finalizações.

– Estamos trabalhando firme para afinarmos as finalizações e espero que contra  Campinense possamos fazer gols e sair com a vitória – declarou Furlan.

O poder ofensivo será colocado a prova novamente neste domingo, diante do Campinense, no Estádio Amigão. Como a Raposa tem a vantagem de dois resultados iguais, o Galo vai precisar balançar as redes do rival para avançar a semifinal da competição.

As informações são do site Globo Esporte PB.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here