OAB-PB diz que Cássio foi infeliz em acusar entidade de fazer “esquemão”

0

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil na Paraíba (OAB-PB), Paulo Maia, disse que o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) foi infeliz em usar a expressão “esquemão” para acusar a entidade de ser contra a Reforma Trabalhista porque seria prejudicada com as mudanças propostas.

“Nós estamos contra qualquer um que esteja contra os direitos sociais. O senador colocou o assunto de forma inadequada. O que nos surpreende é que essa falsa ideia sobre a OAB atingiu até uma personalidade como o senador Cássio”, lamentou.

Paulo Maia disse ainda que o objetivo da instituição é pacificar e harmonizar os atritos que possam surgir entre o capital e o trabalho. “Somos um elemento de pacificação social. A quem interessa os empregados ganhando mal? Tem gente usando fralda geriátrica porque a empresa está pagando mais para ele não ir ao banheiro”, exemplificou.

O presidente da OAB-PB também defendeu que os eleitores não votem nos parlamentares paraibanos que ajudarem a aprovar a Reforma Trabalhista no Congresso.

A declaração de Cássio falando sobre o “esquemão” ao qual a OAB-PB faria parte foi feita durante entrevsita a um programa de rádio da Capital. Logo após falar, Cássio voltou atrás e assumiu no ar que foi infeliz ao utilizar a expressão, mas manteve a postura de que a OAB-PB só está contra a reforma porque vai perder com as mudanças na legislação.

 

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here