Efraim Filho defende liberdade de imprensa e condena agressão a jornalistas

0

O deputado federal paraibano Efraim Filho (Democratas) lamentou as diversas agressões sofridas por jornalistas de diversos meios de comunicação durante a condução coercitiva do ex-presidente Lula e condenou o que classificou de um verdadeiro atentado à liberdade e à democracia. “A pena tem que ser dura e a lei deve ser aplicada, caso contrário teremos um prejuízo incalculável à liberdade de imprensa, ao livre exercício da profissão de jornalista”, afirmou.

“É algo inadmissível ver e ouvir aqueles que dizem ter lutado pela democracia, e defendido a liberdade de imprensa, praticarem os atos mais covardes contra os jornalistas e meios de comunicação do nosso País”, lamentou.

O deputado relatou a preocupação em aperfeiçoar a legislação para combater de forma mais dura a violência contra a imprensa. Ele lembrou casos mais recentes de assassinatos a repórteres do Maranhão e Ponta Porã (MT) que engrossam uma estatística alarmante. De acordo com a ONG S uíça Campanha Emblema de Imprensa (PEC, sigla em inglês), o Brasil é o segundo país mais perigoso do mundo para os profissionais de imprensa, atrás apenas da Síria. Segundo a entidade, 42 jornalistas foram mortos entre 1982 e 2007 e, em 2012, quatro foram assassinados no País.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here