“Cartaxo terceirizou a gestão de JP para o Governo do Estado”, rebate auxiliar de RC

0

O secretário de Comunicação do Estado, Luis Tôrres, ironizou nesta terça-feira (18) o prefeito Luciano Cartaxo (PSD) dizendo que ele terceirizou a gestão de João Pessoa para o Governo do Estado.

“Quem mais administra gestão de João Pessoa é o Governo do Estado. Cartaxo é quem mais entende de terceirização. Terceirizou os problemas da cidade”, disse o secretário o Trevo das Mangabeiras e o Viaduto do Geisel como exemplos de intervenções feitas pela gestão do governador Ricardo Coutinho (PSB).

A resposta de Tôrres foi para a declaração do prefeito Luciano Cartaxo (PSD), que disse na semana passada que a gestão pactuada do Governo do Estado se tratava de terceirização e seria “a antecipação da Reforma Trabalhista na Paraíba”.

Gestão pactuada

Luis Tôrres mais uma vez explicou as mudanças que o Governo do Estado quer executar na área administrativa das escolas para melhorar o desempenho da manutenção e regularizar a situação de milhares de servidores que atualmente são prestadores de serviços.

O secretário foi enfático ao afirmar que muitas mentiras estão sendo inventadas sobre o assunto e muitas por conta do interesse de alguns políticos em querer fazer do povo massa de manobra.

Ricardo também falou

O governador Ricardo Coutinho também falou sobre o assunto ontem. Para ele, as mentiras propagadas por parte da imprensa e de políticos da oposição são para “fazer a disputa política através da mentira. Quem continuar a dizer isso estará mentindo para a população”.

O governador disse ainda que muita gente na política não se incomoda com os trabalhadores. “Eu me incomodo e só posso regularizar a situação dessas pessoas se contratar uma organização social e através dela vamos dar uma salto na manutenção das escolas”, concluiu.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here