Cartaxo pode voltar de Copacabana e descobrir que não tem mais base na CMJP

0

É isso. Enquanto o prefeito Luciano Cartaxo (PSD) curte ainda a vitória do Botafogo-RJ lá em Copacabana, no Rio de Janeiro, o fogo se alastra aqui em João Pessoa, na sua base aliada. A previsão é de que quando Cartaxo voltar de sua ‘férias’, vai encontrar um verdadeiro muro das lamentações e cobranças por parte de maioria da bancada de situação.

O grupo dos insatisfeitos aumentou e para além de Raissa Lacerda (PSD), Eliza Virginia (PSDB), João Corujinha (PSDC), teria também a adesão de Bosquinho (PSC), Dinho (PMN), João Almeida (SD), Pedro Alberto Coutinho (PHS) e até mesmo o licenciado Durval Ferreira (PP), que ocupa a titularidade da secretaria de Ciência e Tecnologia da Prefeitura de João Pessoa.

Durval teria demonstrado vontade de voltar para Câmara, por que sente que nada do que foi acordado, foi cumprido. Já Pedro Alberto Coutinho, que nutria a expectativa de retornar ao IPM, ficou a ver navios.

Nos bastidores, dizem que o secretário de Articulação Política Zennedy Bezerra está sem saber o que fazer para estancar a choradeira dos descontentes e que nessa história, até mesmo o líder da base, Helton Renê (PC do B), estaria se sentindo prejudicado. Nesse reboliço, só mesmo o presidente da Câmara, Marcus Vinicius (PSDB) está satisfeito.

A principal queixa é de que findou janeiro e as promessas de campanha não foram cumpridas. Cartaxo estaria contemplando com cargos aliados que não possuem representatividade na Câmara de João Pessoa (CMJP), enquanto que os vereadores que dão sustentação ao seu governo, estão sem “o devido espaço” na gestão.

A reportagem tentou entrar em contato com o secretário Zennedy Bezerra, mas até o momento não atendeu as ligações.

 

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here