Desembargador concede habeas corpus a Rodolpho e não vê motivo para prisão

1

O desembargador Joás de Brito Pereira Filho concedeu habeas corpus e suspendeu o mandado de prisão temporária de Rodolpho Gonçalves Carlos da SilvaO documento foi emitido na madrugada deste domingo (22), por volta das 3h da madrugada. O jovem é suspeito de atropelar o agente de trânsito Diogo Nascimento, 34 anos, na madrugada de sábado (21) durante uma blitz da Lei Seca, no bairro do Bessa, em João Pessoa.

Com a nova decisão do desembargador e presidente eleito do Tribunal de Justiça da Paraíba, o jovem não é mais considerado foragido da justiça conforme tinha sido divulgado pela Polícia Civil. De acordo com o documento, o desembargador afirma “não existir justa causa a justificar o cerceamento do direito de locomoção, ressalvado fatos novos justificadores da medida extrema durante a instrução”, assina o documento Joás de Brito.

Desembargador concede habeas corpus a Rodolpho e não vê motivo para prisão

A prisão preventiva havia sido solicitada pela Delegacia de Homicídios e expedido pela juíza Andrea Arcoverde, plantonista do 1º Juizado Especial Misto do Fórum de Mangabeira, em João Pessoa, nesse sábado (21). As informações são do Mais PB.

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here