Treze rescinde contrato com o atacante Ceará e alega justa causa

Galo comunicou na noite dessa terça-feira, através das suas redes sociais, que o jogador não seguirá no clube para a sequência da temporada

A curta segunda passagem do atacante Ceará no Treze chegou ao fim. O Galo comunicou na noite dessa terça-feira, através das suas redes sociais, que o jogador não seguirá no clube para a sequência da temporada. Segundo nota divulgada pela diretoria alvinegra, a decisão teria sido motivada após o atleta ter faltado treino sem justificativa.

Apesar de dizer o motivo da rescisão do contrato de Ceará e de explicar que o jogador está sendo demitido por justa causa, o Galo não informou nada além disso; disse apenas que o departamento jurídico do clube já está tratando das questões burocráticas para o desligamento do jogador. A diretoria agendou uma coletiva para a tarde desta quarta-feira, com o gerente de futebol Almir Dionísio, para dar mais detalhes sobre o assunto.

“O Treze Futebol Clube, através de sua Diretoria Executiva, comunica que não tolera ausência sem justificativa, indisciplina e falta de compromisso com a instituição Treze Futebol Clube, reforçando que o setor jurídico já toma as providências para a rescisão por justa causa do atleta”.

ge entrou em contato com Ceará para que o atacante pudesse dar sua versão sobre o ocorrido. O jogador, porém, preferiu não falar sobre o assunto.

Ceará voltou ao Treze como “surpresa” para o segundo jogo da semifinal do Campeonato Paraibano, contra o Botafogo-PB. Na ocasião, o atacante, que sequer tinha sido anunciado oficialmente como novo reforço do Galo, foi relacionado para a partida. Ele entrou no segundo tempo da vitória do Alvinegro de Campina Grande por 2 a 0. Triunfo que levou a decisão para os pênaltis e posteriormente levou a equipe à final do estadual.

A volta de Ceará ao Treze, aliás, era um desejo antigo da diretoria do clube. No começo da temporada, o atacante chegou a ser anunciado como reforço do Galo numa festa de lançamento do programa de sócio torcedor. Sua contratação, porém, melou. É que o clube com o qual o jogador tinha contrato, a Ferroviária-SP, não o liberou e ele teve que retornar.

Do Globo Esporte.

Comente