Transporte público de CG funciona com apenas 30% da frota a partir desta terça

Superintendência de Transporte e Trânsito afirmou que redução foi motivada por dificuldades financeiras devido à pandemia

A frota de ônibus da cidade de Campina Grande funciona com 30% de sua capacidade, desde o início desta terça-feira (4). A Superintendência de Transporte e Trânsito (STTP) do município informou que as empresas de ônibus decidiram, no fim da tarde de ontem (3), pela redução da frota devido dificuldades financeiras motivadas pela pandemia da Covid-19. Uma nova reunião deve acontecer ainda hoje.

De acordo com o Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Campina Grande (Sitrans), o setor cogitou a paralisação total das atividades após a diminuição de passageiros nos transportes coletivos.

Conforme a STTP, o número de passageiros foi reduzido de 100 mil por dia, antes da pandemia, para aproximadamente 15 mil no início das medidas de distanciamento social. Após a abertura do comércio o número aumentou para 33 mil passageiros por dia.

O superintendente do Sitrans, Anchieta Bernardino esclareceu que a cidade ficará apenas com 40 veículos circulando nesta terça. “A população vai às ruas sabendo que estaremos com 30% da frota. Aquilo que era pensamento inicial de zerar a frota foi vencido na reunião em respeito a quem faz uso dos ônibus”, explicou.

O setor suspendeu as atividades no início de junho, mas voltaram atrás após reuniões. Conforme decisão da Justiça, a suspensão total dos serviços do segmento durante a pandemia está suspensa, com isso, as empresas devem manter pelo menos 30% da frota.

No início de junho o setor chegou a suspender as atividades, mas após reuniões as empresas voltaram às ruas. Uma decisão da Justiça proibiu que o setor suspenda, em sua totalidade, os serviços durante a pandemia do coronavírus. De acordo com a decisão, as empresas devem manter a circulação de pelo menos 30% da frota na pandemia.

Comente