Tik Tok sugere disputa jurídica à Donald Trump após decreto instaurado pelo governo

Aplicativo afirma que o governo americano se precipitou em realizar às acusações sem realizar o levantamento de materiais de comprovação.

O aplicativo de vídeos interativos, Tik Tok, divulgou uma nota no sábado (8) em resposta ao presidente dos Estados Unidos (EUA), Dolnad Trump. A empresa se defendeu das acusações de vazamentos de dados feitas pelo governo americano, e sugere uma disputa jurídica a fim de encontrar alternativas para o caso.

Donald Trump assinou na quinta-fira (6) um decreto que determina o prazo de 45 dias para que ações da empresa do aplicativo sejam vendidas à uma empresa do Estados Unidos, pois segundo o presidente, o Tik Tok coloca em risco a segurança e economia do país.

Em nota, a empresa do aplicativo afirma que o governo americano se precipitou em realizar às acusações de compartilhamento de informações com o governo Chinês sem realizar o levantamento de materiais para comprovação, e destacou a importância dos processos legais padrões para se estabelecer o devido esclarecimento.

“Buscaremos todos os remédios disponíveis para nós, a fim de garantir que o respeito à lei não seja descartado e que nossa companhias e nossos usuários sejam tratados de modo justo — se não pelo governo, então pelos tribunais dos EUA”, diz a empresa em nota.

 

Do Terra.

Comente