Secretário de Saúde explica situação do Metropolitano após procedimento do MPPB

De acordo com Geraldo Medeiros, o hospital tem estrutura adequada além de sua funcionalidade para atender a população paraibana

O secretário de Saúde do Estado da Paraíba, Geraldo Medeiros esclareceu a situação dos pacientes internados no Hospital Metropolitano, em Santa Rita, após denúncia encaminhada ao Ministério Público da Paraíba (MPPB) sobre possíveis irregularidades no tratamento dos pacientes com Covid-19. Conforme ele, a denúncia é vazia e não deve ser valorizada pelos paraibanos.

De acordo com o secretário, o hospital tem estrutura adequada além de sua funcionalidade para atender a população paraibana. Ele lembrou que a falta de medicamentos é um problema mundial, mas ressaltou que há substituição das medicações com ações semelhantes. Além disso, a informação de que pacientes estão sendo entubados sem sedação é falsa.

“Nesse momento em que denúncia são feitas em relação a alguns fatos ocorridos no hospital, nós queremos justificar e esclarecer que esse desabastecimento de medicamentos é um problema no mundo inteiro. Essas medicações são substituídas por outras com ações semelhantes. Inexiste essa denúncia que pessoas estão sendo entubadas sem serem adequadamente sedadas. Isso não condiz com a verdade”, ressaltou.

Em relação a denúncia de que pacientes estão em estágio de putrefação, Geraldo esclareceu que tratam-se de úlceras de pressão. Ele afirmou que a instituição oferece o tratamento adequado e que casos desse tipo ocorrem em qualquer hospital do mundo.

“Essa denúncia vazia em relação a uma instituição, que é considerado o melhor hospital do Estado, denigre a imagem da instituição e não deve ser valorizada pelos paraibanos. Nós temos denúncias também de que pacientes com úlceras de pressão, que são fatos que ocorrem em qualquer hospital do mundo e são tratadas, na denúncia é tratada como estágio de putrefação, isso é outra inverdade”, afirmou.

Ao finalizar, o secretário tranquilizou os paraibanos e familiares dos pacientes que estão sendo atendidos no hospital. Ele também destacou que os cuidados terapêuticos estão sendo realizados por equipes com qualificação.

“Os paraibanos e familiares de pacientes que se encontram no Hospital Metropolitano tenham a tranquilidade de que eles estão sendo bem tratados por médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e fisioterapeutas que tem grande qualificação. Não há porque temer o manuseio terapêutico desses pacientes”, pontuou.

Comente