Programa de bolsas da Google contempla pesquisas relacionadas à Covid-19

Oferta se dará por meio da edição 2020 do Latin American Research Awards (LARA), iniciativa da companhia cujo objetivo é financiar pesquisas de mestrado e doutorado

A Google anunciou nessa quinta-feira (2), que vai distribuir bolsas de estudo para pesquisadores que estão em busca de soluções tecnológicas para reduzir os efeitos da covid-19 no Brasil. A oferta se dará por meio da edição 2020 do Latin American Research Awards (LARA), iniciativa da companhia cujo objetivo é financiar pesquisas de mestrado e doutorado.

Segundo a gigante das buscas, o LARA 2020 distribuirá um total de R$ 2,5 milhões para estudantes e orientadores acadêmicos. Podem concorrer projetos relacionados a áreas como Internet das Coisas, Dispositivos Móveis e Machine Learning, entre outras, além da categoria especial Saúde/Covid-19, destinada a quem desenvolve pesquisas para combater o novo coronavírus, que terão prioridade na seleção.

As bolsas são de US$ 750 para os alunos de mestrado e de US$ 675 para seus orientadores, enquanto os estudantes de doutorado recebem US$ 1.200 e os seus professores US$ 750. Os contemplados terão direito aos pagamentos mensais destas quantias, durante um ano.

Os interessados em concorrer às bolsas da Google, em qualquer uma das áreas, podem se inscrever até o dia 23 de julho, por meio do site do LARA 2020. É necessário enviar um resumo do projeto em inglês, de até cinco páginas, comentando o problema identificado e apresentando o motivo pelo qual a sua solução é a mais adequada.

Outras iniciativas

Além das bolsas para pesquisadores, a gigante de Mountain View também está apoiando diversas iniciativas focadas em combater os efeitos da doença causada pelo novo coronavírus no Brasil. Até o momento, já foram investidos mais de R$ 12 milhões, por meio do Google.org, braço filantrópico da companhia.

Entre os projetos apoiados, estão o Potência Feminina, programa que auxilia pequenas e médias empresas comandadas por mulheres, e o Conexão Educativa, cujo foco é ajudar os professores a se manterem conectados com os alunos durante a suspensão das aulas, devido à pandemia.

Do TecMundo

Comente