Publicidade
Política

Pressionado, Cássio diz que as duas vagas de sua suplência serão definidas “de forma colegiada”

Pressionado pelo PSD para ter um espaço na chapa majoritária, cotando o nome do colega tucano, José Gonzaga (Deca) e avaliando Maísa Cartaxo como uma boa opção de nome para as disputas junto com ele ao Senado, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) preferiu deixar o destino de quem irá ocupar as duas vagas de suplentes em sua reeleição para ser decidido de forma colegiada, pelos partidos que fazem parte do círculo de aliança do PSDB.

- Continua depois da publicidade -

Apesar de admitir que sua decisão irá pesar na escolha, ele deixou claro que prefere que a decisão seja tomada em conjunto.

“Uma escolha que será feita de forma colegiada, claro que minha decisão pesa na escolha, mas irei conversar com as forças aliadas e os partidos para que nós possamos compor, pois uma suplência na chapa de senador, também faz parte da chapa majoritária”, explicou.

Cássio elencou as virtudes de cada opção que o PSDB tem para escolher e afirmou que espera que os nomes sejam definidos antes do prazo final dado pela Justiça Eleitoral, que é até o dia 05 de agosto.

“O presidente nacional do PSD, o ministro Kassab, reivindicou o espaço na chapa majoritária que pode ser através de uma suplência de senador. Esse é um pleito legítimo que tem que ser analisado. Temos o nome do senador Deca, que vem contribuindo com o nosso trabalho e também temos o de Maísa Cartaxo, que tem uma contribuição inegável à frente da Prefeitura de João Pessoa como primeira dama e poderá dar indiscutivelmente uma contribuição a política paraibana”, declarou.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar